Questão 36 do Concurso Prova NC - UFPR - 2017 - UFPR - Vestibular (2017)

Os mexilhões aderem fortemente às rochas através de uma matriz de placas adesivas que são secretadas pela depressão distal localizada na parte inferior do seu pé. Essas placas adesivas são ricas em proteínas, as quais possuem em abundância o aminoácido L-Dopa. Esse aminoácido possui, em sua cadeia lateral, um grupo catechol (dihidroxibenzeno), que tem papel essencial na adesão do mexilhão à superfície rochosa. A figura ilustra um esquema da placa adesiva do mexilhão e um esquema da principal interação entre o grupo catechol e a superfície do óxido de titânio, que representa uma superfície rochosa.


A adesão do mexilhão à rocha deve-se principalmente à interação intermolecular do tipo:


                          

  • A ligação de hidrogênio.
  • B interação íon-dipolo.
  • C dispersão de London.
  • D interação eletrostática.
  • E dipolo permanente-dipolo induzido.