Questão 53 do Concurso Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR) - Primeiro Tenente (2015)

A história clínica do paciente com Síndromes Isquêmicas Miocárdicas Instáveis (SIMI) sem supradesnível do ST desempenha importante papel na estratificação de risco. A classificação da Angina Instável (AI) mais utilizada é a proposta por E. Braunwald. Seu valor prognóstico e terapêutico tem sido validado em numerosos estudos clínicos prospectivos, alcançando por isso alto grau de aceitação. Das alternativas listadas abaixo, assinale aquela que não apresenta um fator que se classifica como Risco intermediário na Estratificação de Risco na Angina Instável, de acordo com as Diretrizes da Sociedade Brasileira de Cardiologia sobre Angina Instável e Infarto Agudo do Miocárdio Supradesnível do Segmento ST.

  • A Angina noturna.
  • B Angina com hipotensão.
  • C Angina com alterações dinâmicas da onda T
  • D Angina em repouso ausente no momento da avaliação, mas sem baixa probabilidade de DAC.