Fundação Hospitalar Getúlio Vargas (FHGV) - Médico pneumologista (2019) Questão 33

A radiografia simples do tórax é um dos exames radiológicos mais utilizados na prática médica. Mesmo com o grande avanço tecnológico obtido nas últimas décadas com outros métodos de imagem, sua ampla disponibilidade, seu baixo custo e sua rapidez, podendo ser realizada “no leito”, fazem dela um dos primeiros exames complementares a serem solicitados no serviço de emergência. O exame é capaz de fornecer grande quantidade de informações, porém sua interpretação objetiva muitas vezes é difícil. Considerando essas informações, assinale a alternativa correta.

  • A Podem ser sinais indicativos de pneumotórax hipertensivo: desvio do mediastino; elevação do diafragma; aumento dos espaços intercostais; e apagamento da silhueta cardíaca.
  • B A incidência radiológica mais comum das radiografias de tórax realizadas na unidade de terapia intensiva é a posteroanterior.
  • C Os hilos pulmonares representam a principal ligação entre os pulmões e o mediastino. Na incidência frontal, o hilo pulmonar direito projeta‐se mais posteriormente e tem formato ovalado.
  • D Nos pacientes em posição ortostática, o derrame pleural livre acomoda‐se nas regiões subpulmonares. O sinal do “menisco” consiste na concavidade da borda inferior da opacidade, determinando uma imagem heterogênea, que oblitera o seio cardiofrênico e distribui‐se nos contornos do pulmão, com a forma de menisco.
  • E A contusão pulmonar é a lesão pulmonar mais comum no trauma torácico fechado. Uma radiografia de tórax de um paciente com contusão pulmonar geralmente retorna ao normal de quatro a seis dias.

Encontre mais questões

Voltar