Conselho Regional de Enfermagem de Mato Grosso - Administrador (2019) Questão 4

Uma das tarefas mais difíceis desta vida, por alguma razão ainda não explicada pela ciência, é aprender uma das suas regras mais fáceis. A regra é a seguinte: certas coisas não se fazem. Não têm nada a ver com o fato de serem permitidas ou não por lei. Também podem não ser, por si mesmas, boas ou más, certas ou erradas. São apenas coisas que não se fazem. Por quê? Porque não se fazem, só por isso – não por uma pessoa dotada de coeficientes médios de decência, consideração pelos outros e boa educação. E quais são elas? Aí, se você não sabe, temos um problema. Ou se aprende isso antes dos 10 anos de idade ou não se aprende nunca. A língua inglesa tem uma expressão admirável a esse respeito: “It’s not done”. Na tradução mais direta, quer dizer: “Não se faz” – e há todo um universo moral contido nesse “não se faz”. É o que divide, no fundo, a qualidade interior dos seres humanos. Quem sabe naturalmente o que não se deve fazer, sem ter de perguntar a cada meia hora se deve agir assim ou assado, está no lado do bem. Quem não sabe está no lado escuro da força.

(GUZZO, J.R. Revista Veja, ed. 2644.)



A leitura atenta do texto permite o entendimento de que pessoas

  • A estão no lado do bem se perguntam a outras se podem ou não fazer certas coisas.
  • B adultas que não sabem quais coisas não devem ser feitas mostram muita qualidade interior.
  • C decentes, com boa educação e respeitosas não fazem coisas que não devem ser feitas.
  • D que entendem a expressão “It’s not done” percebem o aspecto moral que subjaz a ela.

Encontre mais questões

Voltar