Quadro Técnico do Corpo Auxiliar da Marinha (Quadro Técnico) - Serviço Social (2019) Questão 1

Ao realizar um estudo social para viabilizar a inclusão de uma família num determinado Programa de Geração de Renda, uma assistente social avaliou um grupo familiar conforme a seguinte situação:


- A família é composta pela mãe e dois filhos menores de idade, frutos do relacionamento que mantivera com seu ex-companheiro, pelo período de quatro anos;

- Após separar-se da mãe dos seus filhos, o ex-companheiro constituíra outra família, ficou desempregado por algum tempo e não prestava qualquer tipo de auxílio aos filhos menores;

- A mãe das crianças era a única responsável pelo sustento da casa e toda a renda familiar era proveniente do seu trabalho informal;

- Para conseguir trabalhar, a mãe deixava os filhos menores sob os cuidados de uma irmã, que morava no mesmo bairro que ela;

- Depois de algum tempo, a mãe mudou-se com os filhos para a casa de um irmão, em decorrência da dificuldade encontrada para arcar com os custos do aluguel do imóvel em que vivia com os filhos.


Em seu estudo sobre a moral dos pobres, Sarti (2009) aponta algumas características que fazem parte do quotidiano das famílias pobres. Com base na obra dessa autora e na situação do grupo familiar apresentado, assinale a opção que apresenta o conceito representativo desse grupo familiar.

  • A A pobreza é uma categoria relativa e qualquer tentativa de confiná-la a um único eixo de classificação, ou a um único registro, reduz seu significado social e simbólico.
  • B A família não é apenas o elo afetivo mais forte dos pobres, o núcleo da sua sobrevivência material e espiritual, o instrumento do qual viabilizam seu modo de vida, mas é próprio substrato de sua identidade social.
  • C A família ultrapassa os limites da casa, envolvendo a rede de parentesco mais ampla, sobretudo quando se frustram as expectativas de se ter uma casa onde realizar os papéis masculinos e femininos.
  • D O trabalho para sustentar o filho redime a mulher, que se torna mãe/provedora, conferindo-lhe a mesma autonomia moral que é reconhecida no homem/trabalhador/provedor.
  • E A família entre os pobres é definida por princípios estruturais como a hierarquia homem/mulher e a diferenciação de papéis sexuais com a divisão de autoridades que a acompanha, podendo ocorrer o deslocamento de papéis familiares, o que não significa uma nova estrutura.