Questão 9 do Concurso Prefeitura Municipal de Maracajá - Médico ESF (2020)

Há um pequeno texto de Mário Quintana (1987, p. 48) que se chama O suicida, que diz assim:

Último bilhete deixado por um obstetra: parto sem dor

Perceba que o trabalho com a linguagem do autor brinca com dois sentidos associados à forma parto sem dor. O primeiro sentido está associado à profissão do autor do bilhete – obstetra, que tem como uma das atribuições médicas a realização de partos; o segundo sentido associa-se a intenção do bilhete suicida que é a de partir dessa vida sem dor. Nesse caso, parto sem dor organiza-se como verbo (parto) somado à expressão adverbial (sem dor), naquele parto sem dor está substantivado. Estamos, portanto, diante de uma homonímia em que tanto o som (fonemas) e a grafia (grafemas) são exatamente os mesmos, muito embora haja uma mudança na classe gramatical. 


Contudo, há homonímias quase perfeitas, que são homófonas, mas não homógrafas, podendo causar alguns desvios na escrita. Um exemplar disso são seção, sessão e cessão ou, ainda, traz e trás, entre outros. Em face do exposto, qual das opções a seguir contém em todos os enunciados erro de grafia considerando o sentido adequado ao contexto?
  • A Meu filho está passando mal. – Minha avó já não houve bem. – Você pode me passar sem reais?
  • B Minha avó já não ouve bem. – Meu filho está passando mau. – Traz o martelo, por favor!
  • C Meu filho está passando mau. – Houve tiroteio no morro ontem à noite. – Esse assento está vazio.
  • D Trás o martelo, por favor! – Esse acento está vazio? – Você pode me emprestar sem reais?