Câmara Municipal de Boituva - SP - Agente Legislativo (VUNESP - 2020) Questão 30

Leia o texto para responder a questão.

Noite de autógrafos

    Escritores, principalmente de ficção, mentem muito – ou não seriam escritores de ficção. Mas ninguém mente mais que escritores em campanha de lançamento de um livro, não importa o gênero. A noite de autógrafos, por exemplo, é um terreno fértil para tal autor delirar e sair dizendo, no dia seguinte, que assinou muito mais livros do que os modestos 15 ou 20 que autografou na vida real.

    Minha história favorita é a da bela romancista bissexta que, há anos, teria autografado 2000 livros de uma sentada, numa livraria em São Paulo. Já com uma certa prática na matéria, fiz os cálculos. Dois mil livros? Vamos supor que a autora tenha recebido cada leitor à mesa, aceitado o seu beijo, trocado com ele uma única e simpática frase, deixado fotografar-se abraçada ao dito, escrito algo bem simples, assinado, devolvido o livro, aceitado outro beijo e dito tchau – e tudo isso em 1 minuto cravado.

    Significa que os 2000 livros lhe terão tomado 2000 minutos. Ou seja, ela ficou sentada por 33 horas e 20 minutos, assinando sem parar. Nem os megassellers* americanos que aportam aqui e carimbam os livros em vez de assiná-los conseguiriam tal proeza.

    Já o autor mais consciencioso, em meio à sessão, dá uma espiada na fila, constata que ela está muito comprida e tenta apressar o processo. Mas nem sempre é possível, porque quem vai a tais eventos quer mais que um autógrafo – quer também trocar uma palavra com o autor e sentir, ao vivo, se ele se parece com o que escreve.

    É um momento bonito esse encontro do escritor com seus leitores. E não importa que tenha sido uma noite de 15 ou 20 autógrafos – ou de imaginários 2000.

(Ruy Castro. A arte de querer bem.
Rio de Janeiro: Estação Brasil, 2018, p. 59-60)

* megassellers: escritores que atingem a marca de milhões de exemplares vendidos.


A colocação do pronome atende à norma-padrão da língua portuguesa na seguinte alternativa:

  • A Entre os leitores, ninguém contenta-se em receber um autógrafo sem a devida atenção do escritor.
  • B Se disseminou a crença de que a mentira é frequentemente empregada entre os escritores de ficção.
  • C Caso preocupe-se apenas com o retorno financeiro, o autor deixará de buscar o encontro com o seu leitor.
  • D As obras de ficção permanecem interessantes mesmo que se constate a irrealidade dos eventos narrados
  • E Alguns escritores americanos já não ocupam-se mais em usar caneta, e sim carimbos, ao conceder autógrafos.

Encontre mais questões

Voltar