Conselho Regional de Enfermagem do Maranhão - Auxiliar de Fiscalização (2013) Questão 12

    Precisamos segmentar, porque só a cota social, com fatores econômicos, não dá conta de resolver a exclusão pela qual passam os negros. E isso não é uma suposição, há números que provam. Para se ter uma mostra da ineficácia da cota social em relação à inserção do negro, basta ver números da USP. Apesar das políticas de inclusão social – como Inclusp e Pasusp – que hoje garantem que 28% dos alunos venham de escola pública (dados do vestibular 2012), o número de universitários negros por lá continua muito pequeno. Nos cursos mais concorridos, são completa raridade. Na Faculdade de Direito, por exemplo, apenas 2% dos alunos são negros.

    Por isso, além do percentual, o projeto tem o grande mérito de estipular que o índice seja respeitado dentro de cada curso, sempre obedecendo à representatividade da população negra no Estado que abriga a instituição. Isso é bárbaro e um grande avanço no combate a essa dupla discriminação pela qual passa o negro: a da pobreza e a da cor da tez. 



Analise as afirmativas a seguir.

I. Em "... à inserção do negro,..." (1º§), o uso da crase é facultativo, pois o termo "relação" possui dupla regência.

II. No trecho "... à representatividade..." (2º§) ocorre a crase, pois a palavra feminina " representatividade" é determinada pelo artigo "a" e subordinada ao termo "obedecendo", que exige preposição "a".

III. Em "... no combate a essa dupla discriminação..." (2º§), não pode o "a" receber o acento indicador da crase por estar seguido de pronome demonstrativo.


Está (ão) correta (s) a (s) afirmativa (s)

  • A I, II e III.
  • B I, apenas.
  • C II, apenas.
  • D III, apenas.
  • E II e III, apenas.

Encontre mais questões

Voltar