Questão 90 do Concurso Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas (AL-AP) - Analista Legislativo - Comunicação Social (2020)

Pesquisa sobre uso de aplicativos mensageiros publicada pelo portal da Aberje em 2016, indicava que 5,6% dos participantes utilizava o mensageiro no horário de trabalho, e 83,8% deles usava em aparelhos particulares. Além disso, 29,1% disseram usar entre uma e três horas por dia, reduzindo as ligações telefônicas. Apenas 23,5% das empresas que utilizam o aplicativo em ambiente corporativo ofereciam treinamento ou recomendações específicas. Dessas, 57,5% eram micro ou pequenas empresas. A falta de monitoramento contínuo fez com que memes, piadas e correntes sejam compartilhadas por 20,1% dos participantes de grupos de trabalho, enquanto que, desses, 24,5% eram utilizados para tomadas de decisões relacionadas à empresa.

Acerca deste texto, é correto afirmar que:
  • A As empresas de pequeno porte, por não terem verba disponível para criar políticas de controle do compartilhamento de memes e piadas, liberam o uso dos aplicativos mensageiros, apostando na diminuição de gastos com ligações telefônicas.
  • B Não há como incorporar os aplicativos mensageiros disponíveis no mercado como ferramentas de comunicação interna, pois o uso em aparelhos particulares impede o controle por parte da instituição. A saída seria desenvolver aplicativos próprios.
  • C Os aplicativos mensageiros são bloqueados nas micro e pequenas empresas e liberados apenas nas médias e grandes corporações, que não se preocupam com o compartilhamento de memes, piadas e correntes.
  • D O aplicativo mensageiro pode ser incorporado como tecnologia para a comunicação organizacional; a dificuldade das instituições é criar políticas sobre compartilhamento de mensagens nos grupos de trabalho, mesmo o uso sendo em aparelhos particulares.
  • E As empresas de grande porte fornecem aparelhos corporativos, o que implica na automática proibição de compartilhamento de memes, piadas e correntes tanto nos grupos de trabalho, quando nos grupos particulares.