Universidade Federal de Roraima (UFRR) - Vestibular - Seriado - Primeiro Semestre - E2 (2015) Questão 16

No tempo em que o negro era escravo E o branco era senhor Tanta coisa se escondia Assim como angu quente no tacho Tem sempre carne por debaixo O negro dava duro e tudo se escondia Um valor noutro valor
(Sérgio Ricardo)
Este verso se reporta à sociedade brasileira constituída de senhores e escravos que existiu no Brasil até a abolição da escravatura em 1888. Nele o autor denuncia que os valores socioculturais dos negros eram ocultados para dar vida aos valores da sociedade “branca”.
EM RELAÇÃO À HISTÓRIA DO BRASIL, O PENSAMENTO DO POETA:

  • A não procede porque os negros não tinham valores próprios para que os valores brancos pudessem esconder diferenças;
  • B não tem sentido, pois se tratava de uma sociedade bem definida que não tinha nada a ocultar: de um lado o senhor e do outro o escravo;
  • C expõe uma organização social montada sobre relações que escondiam desigualdades, construída para satisfazer os interesses e valores de uma sociedade “branca”, onde o escravo, à disposição de seu senhor era explorado das mais diversas formas;
  • D só se justifica pelo fato de o escravo trabalhar duro e não receber salário;
  • E só encontra veracidade nas atitudes dos escravos, porque eles tinham o que ocultar, pois frequentemente, para se vingarem de seus senhores, agiam fazendo serviços mal feitos, às vezes se rebelando e até fugindo para se organizarem em quilombos.

Encontre mais questões

Voltar