Faculdade de Ciências Médicas - Universidade de Pernambuco (FCM-UPE) - Residência - Fisioterapia (2010) Questão 1

No dia 06 de abril de 2010, LJS, 65 anos, morador da comunidade Lago dos Sapos, sofreu um Acidente Vascular Encefálico Isquêmico e foi levado ao Hospital Santa Lúcia. Ficou hospitalizado por 15 dias, e ao retornar a sua residência, recebeu a visita da ESF que logo solicitou o apoio do fisioterapeuta, do terapeuta ocupacional e do fonoaudiólogo do NASF. Na visita desses profissionais, LJS estava acamado e sendo alimentado por uma sonda nasogástrica. Apresentava hemiparesia à direita, com discreta postura flexora e disartria. LJS estava acompanhado da filha JJS, sendo esta a única cuidadora do idoso. Ao conversar com o fisioterapeuta, a filha mostrou-se insegura com relação aos cuidados e ansiosa em relação à recuperação da marcha do pai. Diante do caso acima, o fisioterapeuta utilizou as 5 intervenções abaixo.
Assinale a alternativa em que o profissional NÃO agiu corretamente.

  • A Realizou mobilização precoce de tecidos moles/articulações e orientou os exercícios diários de amplitude de movimento, para manter a integridade articular e prevenir contraturas.
  • B Indicou a elevação da cama em, pelo menos, 45º para evitar a aspiração.
  • C Para reestabelecer o controle postural e melhorar a mobilidade funcional , estimulou as atividades de ponte para desenvolver o controle dos extensores de tronco e quadril, reduzir a pressão sobre as nádegas e facilitar o movimento de se arrastar na cama.
  • D Para melhorar o controle do membro superior, realizou a sustentação de peso por este, estimulando os estabilizadores do ombro e extensores do cotovelo, com o objetivo de fortalecer a musculatura e contrabalançar os efeitos da hipertonia flexora e o sinergismo de flexão dominante.
  • E Ofereceu à filha informações precisas e factuais , aconselhando-a em relação às capacidades e limitações do pai, prevendo a recuperação da marcha após 6 meses de tratamento.

Encontre mais questões

Voltar