Conselho Federal de Profissionais de Relações Públicas da 2ª Região - São Paulo e Paraná - Analista de Relações Públicas (2019) Questão 46

                   Ética das relações públicas. A falta de responsabilidade   

                        social nos Códigos Éticos de Relações Públicas 


      A ética aplicada às relações públicas (RP) é o ponto de  partida  da  análise  que  aqui  se  pretende  desenvolver.  O  pensamento ético,  há muito  tempo, é  o centro  da  reflexão  acadêmica  e  profissional  nessa  disciplina.  Os  manuais  clássicos  mais  conceituados  (Lougovoy  e  Huisman  1981;  Cutlip,  Center  e  Broom  1985;  Grunig  e  Hunt  1984; Wilcox,  Ault e Agee 1992; e Lesly 1997) devotaram capítulos inteiros  à questão do profissionalismo, dos valores e da ética das RP.  O  fato  de  os  profissionais  de  comunicação,  e  de  RP  em  especial, terem um enorme poder na construção da opinião  pública  é  razão,  mais  do  que  óbvia,  para  tornar  essas  questões  interessantes.  E,  apesar  do  grau  deste  poder  ser  alvo  de  várias  interpretações,  é  consensual  afirmar  que  a  comunicação  política,  a  comunicação  corporativa,  a  comunicação  financeira  ou  as  estratégias  de  lobby contribuem,  sem  sombra  de  dúvida,  para  dar  forma  à  sociedade contemporânea. 

Gisela Marques Pereira Gonçalves. Artigo apresentado no IX Congresso da IAMCR  (International Association for   Media and Communication Research), no Grupo de   trabalho Ethics of society. Ethics of Communication, em Paris, a 24 de julho de 2007  (com adaptações).  



Utilizando o texto acima apenas como referência inicial, julgue o item acerca da ética e da moral.


A ética não pode ser considerada como limitadora das atitudes realizadas pelos profissionais de relações públicas, uma vez que a moral é estabelecida de acordo com conceitos universais e, esta, sim, deve ser observada.

  • Certo
  • Errado