Prefeitura Municipal de Seringueiras - Psicólogo (2019) Questão 41

No que se refere a ética e sua relação com a cultura e sua influência na constituição do psiquismo, há várias situações em que a decisão diante do caso é polêmica – entre elas a eutanásia.
A pessoa que tem autoconsciência da morte próxima, por doença grave, sofre porque vai vivenciar o luto pela própria morte, antecipando-a, ainda em vida. A tristeza da morte pessoal antecipada pode ser um imenso sofrimento e conduzir a um estado depressivo no qual o pedido de eutanásia faz algum sentido (...). O esgotamento do projeto pessoal de vida” pode levar a um pedido de eutanásia. (...). A dramática ocorrência de suicídio dos seres humanos tem cruzado, horizontalmente, todas as culturas e é um problema difícil. Na tradição hebraica, a questão ética e religiosa do suicídio e da eutanásia é particularmente complexa. (...). O pedido pode ser apresetado a qualquer pessoa – o médico, enfermeiro, familiar ou amigo. Mas quando se encara a decisão, esta é sempre remetida ao médico,. Porém, a decisão já é aceitável se o médico não matar, mas assumir, como médico, o problema que leva a pessoa a pedir para ser morta, na medida em que, muitas vezes, o pedido não exprime um genuíno desejo de ver terminada a sua vida, mas antes é um apelo a que sua vida seja melhorada.” (adaptado de Serrão, D. A Eutanásia não é a solução. In: Ramos, D.L.de P.. Fundamentos de deontologia, bioética e ética profissional. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008, p.72-84) A partir de sua interpretação do texto e considerando as discussões atuais sobre o tema, a área que se detém sobre situações dessa natureza é denominada:

  • A pulsão de morte.
  • B análise moral.
  • C tanatonosologia.
  • D prevenção de saúde.
  • E cuidados paliativos.

Encontre mais questões

Voltar