Fundação Hospitalar Getúlio Vargas (FHGV) - Médico Socorrista (2019) Questão 41

Um médico socorrista foi chamado pela enfermagem, no início de seu plantão, para avaliar um paciente internado, no mesmo dia, na clínica médica, para controle ângico devido à ureterolitíase. Na primeira aferição, os sinais vitais eram: frequência cardíaca de 40 bpm; pressão arterial de 122 x 67 mmHg; e frequência respiratória de dezessete incursões por minuto. Durante a avaliação, o paciente negava dor, ventilando em ar ambiente sem desconfortos respiratórios ou uso de musculatura acessória. Apresentava Glasgow de 15, ausculta pulmonar sem alterações, ritmo cardíaco regular em dois tempos e estava bradicárdico.
Nessa situação hipotética, a conduta adequada seria

  • A prescrever dopamina 2 a 10 mcg/kg/min.
  • B a cardiomonitorização, observando a evolução enquanto aguarda a avaliação do cardiologista devido à estabilidade clínica.
  • C a cardioversão elétrica.
  • D prescrever atropina 1 mg devido aos sinais de instabilidade.
  • E prescrever adenosina 6 mg.

Encontre mais questões

Voltar