Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Roraima (IF-RR) - Técnico - Assuntos Educacionais (2015) Questão 20

Segundo Carnoy (2009), em seu livro ―A vantagem acadêmica de Cuba‖, nos últimos 30 anos, quando os pesquisadores e educadores visitavam as salas de aula de Cuba e de outros países, os alunos cubanos de todas as séries pareciam saber muito mais matemática e pareciam ler melhor. No final dos anos 90, a UNESCO testou alunos de 13 países latino-americanos. A hipótese dos pesquisadores e educadores acerca dos alunos cubanos foi confirmada. Um dos importantes resultados dessa pesquisa foi que:

  • A o conceito de capital social familiar não faz diferença no rendimento acadêmico dos alunos.
  • B uma das chaves para o sucesso cubano em educação é o recrutamento, para o magistério, dos melhores alunos do ensino médio, e a excelente formação que lhes é dada mediante a um sólido currículo.
  • C o capital social gerado pelo Estado não tem impacto significativo no comportamento do estudante em sala de aula e, desta maneira, não afeta o tempo em que os professores gastam ensinando habilidades cognitivas.
  • D o estudo comparativo, com diferentes níveis de análises entre os países, para compreender o porquê de os alunos parecerem aprender mais em certas situações do que em outras, apontou que o Estado não pode proporcionar esse capital social.
  • E a maioria dos estudos a respeito da aprendizagem do aluno na escola foca nas análises das pesquisas (alunos, pais, professores e os diretores de escolas) acerca da aprendizagem do aluno e baseia-se em um país, estado ou uma única comunidade. Essa pesquisa parte da premissa de que a gestão da escola é o mais importante para a aprendizagem dos alunos