Questão 10 do Concurso (2017)

Leia os textos a seguir





Texto V


“Minha terra tem palmeiras,

Onde canta o sabiá;

As aves, que aqui gorjeiam,

Não gorjeiam como lá.


Nosso céu tem mais estrelas,

Nossas várzeas têm mais flores,

Nossos bosques têm mais vida,

Nossa vida mais amores.”

(DIAS, Gonçalves. Canção do exílio).


Texto VI


“Não me convidaram pra essa festa pobre

Que os homens armaram pra me convencer

A pagar sem ver toda essa droga

Que já vem malhada antes de eu nascer

Não me escolheram a garota do fantástico

Não me subornaram, será que é meu fim?

Ver tv a cores na taba de um índio

Programada pra só dizer sim


Brasil mostra tua cara

Quero ver quem paga pra gente ficar assim

Brasil qual o teu negócio?

O nome do teu sócio? Confia em mim.


Grande pátria desimportante

Em nenhum instante eu vou te trair”


(CAZUZA, Brasil)


Texto VII


“ [...] como não havia ninguém no balcão, achei perigoso, alguém podia entrar, roubar qualquer coisa, a velha olhou pra mim, com raiva, disse, “Isso aqui não é o Brasil não, ó estúpido!”, e voltou a praguejar [...]”

(RUFFATO, Luiz. Estive em Lisboa e lembrei de você).


Fontes: DIAS, Gonçalves. Primeiros cantos. Domínio Público. CAZUZA. Ideologia. Rio de Janeiro: Philips, 1988. RUFFATO, Luiz. Estive em Lisboa e lembrei de você. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.



A representação do Brasil é uma preocupação constante na história da literatura nacional. Ao longo dos mais variados movimentos estéticos, diversos artistas representaram das mais variadas formas o nosso país.

Observe as representações extraídas de Canção do exílio, de Gonçalves Dias; Estive em Lisboa e lembrei de você, de Luís Ruffato e Brasil, de Cazuza.



Sobre os textos, é INCORRETO afirmar que:

  • A a representação feita pela canção de Cazuza é marcada pela ironia e pelo ceticismo em relação à pátria.
  • B Gonçalves Dias faz um elogio ufanista ao país, ao passo que Luiz Ruffato e Cazuza tecem críticas bastante contundentes ao Brasil.
  • C a representação feita por Gonçalves Dias em seu exílio é marcada pelo saudosismo e pela idealização romântica da natureza da pátria.
  • D a representação feita pela personagem portuguesa de Estive em Lisboa e lembrei de você é marcada pelos estereótipos do subdesenvolvimento e da violência atribuídos ao país.