Fundação Hospitalar Getúlio Vargas (FHGV) - Médico ginecologista e obstetra (2019) Questão 40

Uma paciente de 36 anos de idade procurou o serviço de urgência com quadro de abdômen agudo associado a discreto sangramento vaginal. Ao avaliar a carteira de pré‐natal, o médico calculou a idade gestacional cronológica, que era de sete semanas, sem a possibilidade do cálculo da idade gestacional ultrassonográfica, uma vez que a paciente ainda não tinha realizado esse exame. Ao exame físico especular, encontrava‐se hemodinamicamente estável, mas com discreta quantidade de sangramento coletado e, ao toque, o colo encontrava‐se impérvio. Solicitou‐se ultrassonografia transvaginal, que demonstrou um eco endometrial de 2 mm e apenas discreta quantidade de líquido em fundo de saco posterior. O exame βhCG: 4.000 mUI/ml.

Com base nesse caso hipotético, assinale a alternativa correta.

  • A Trata‐se de uma gestação inicial com ameaça de abortamento e a melhor conduta é dar alta e orientar acompanhamento ambulatorial.
  • B Deve‐se indicar curetagem uterina, já que se trata de um quadro de mola hidatiforme.
  • C O quadro é de um abortamento completo clássico e a conduta é a alta hospitalar.
  • D É correto afirmar que o sangramento em questão deve‐se à nidação do embrião na cavidade uterina.
  • E Para mais bem elucidar o quadro, um novo βhCG e ultrassonografias devem ser realizados em dois dias.

Encontre mais questões

Voltar