Questão 41 do Concurso Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx) - Oficial do Quadro Complementar (2015)

Pesquisadores brasileiros realizaram um levantamento, em 2012, em todas as 7392 cadelas atendidas em quatro hospitais veterinários. A ovariectomia após o segundo ou mais ciclos estrais foi estudada como um potencial fator de risco para a ocorrência de câncer de mama, quando comparada a ovariectomia efetuada antes do primeiro ciclo estral. Foi demonstrado um risco relativo de 1,75 e que foi significativo, quando se utilizou o intervalo de 95% de confiança. Na interpretação deste achado pode-se afirmar que:

  • A não existe risco real, embora as cadelas ovariectomizadas antes do primeiro ciclo estral possam ter câncer de pulmão.
  • B o risco de câncer é 1,75 vezes maior se a cadela for castrada após o segundo ou mais ciclos estrais, sendo que se estima com 95%> de confiança que o risco relativo verdadeiro seja um valor maior entre 2,0 e 2,5.
  • C a amostra estudada reflete um efeito real do fator de risco da população, e assim pode-se dizer que o risco de câncer é aproximadamente 1,8 vezes maior se a cadela for castrada após o segundo ou mais ciclos estrais.
  • D não há associação entre castração e câncer de mama em cadelas, pois o risco relativo foi baixo neste estudo.
  • E o risco relativo igual a 1,75, com significância calculada via intervalo de confiança a 95%, não representa um efeito presente na população, mas apenas na amostra estudada.