Questão 49 do Concurso Escola de Formação Complementar do Exército (EsFCEx) - Oficial do Quadro Complementar (2015)

O trecho a seguir, faz parte de uma reportagem que apresenta um método para tratamento de fobias, apontado por Friedman e Shustack (2004) como uma maneira de terapia comum e promissora:

Cerca de 10% da população sofre de algum tipo de fobia, que é o medo persistente e irracional de um determinado objeto, animal, atividade ou situação que represente pouco ou nenhum perigo. Em busca de contribuir para o tratamento deste distúrbio psicológico, pesquisadores piauienses estão desenvolvendo desde março deste ano projetos com óculos de realidade virtual, conhecido como Oculus Rift.

Para o pesquisador Alexandre Tolstenko, do Laboratoiy of Intelligent Robotic, Automation and Systems (Labiras) do Instituto Federal do Piauí e responsável pelo desenvolvimento das atividades com o equipamento, a ideia de utilizar o Oculus Rift para tratamento de fobias como Acrofobia (medo de altura), Claustrofobia (medo de lugares fechados) e Escotofobia (medo de escuro) é a possibilidade que ele dá de criar ambientes e situações nas quais as pessoas na vida real entrariam em pânico.

(Fonte: http://gl.globo.com/pi/piaui/noticia/2014/04/proieto-do-Di-usa-oculos-de-realidadevirtual-para-tratamento-de-fobias.html.')

A pesquisa descrita acima utiliza-se da aplicação da técnica conhecida como

  • A Extinção do comportamento.
  • B Descondicionamento virtual.
  • C Dessensibilização sistemática.
  • D Condicionamento operante.
  • E Reforçamento parcial.