Questões de Atualidades da Prefeitura Municipal de Nova Serrana

Limpar Busca

Leia os trechos de entrevistas de sobreviventes do rompimento da barragem do Fundão.
“Eu cheguei a um quadro alguns meses atrás que parecia que viver ou morrer era a mesma coisa. Perdi a vontade, a perspectiva foi a zero. Mas quando tenho esses pensamentos, eu lembro do meu pai que está com 88 anos e vai precisar muito de mim ainda. Nós morávamos a 10 metros de distância. Hoje ele está em outra casa, e eu estou a dois quilômetros dele. Ele chora por causa dessa situação e aquilo corta o coração da gente.” “O ócio é muito triste. As pessoas estão em um processo de adoecimento porque, na cidade, o modo de vida é completamente alterado. E além de terem perdido suas atividades cotidianas, os vizinhos não se encontram mais. Algumas situações, como o alcoolismo, já existiam na comunidade, mas foram aguçadas após o rompimento da barragem.” “Ela já morava na parte alta de Gesteira, que não foi afetada, mas tinha uma relação muito forte com a casa onde eu morava, que tinha sido dos meus avós. Ela ia lá todos os dias, ajudava a cuidar da casa e do meu tio, que morava comigo e tem problemas mentais. Ela acabou tendo um problema de depressão muito forte. E até hoje não foi reconhecida como atingida.” Disponível em: <https://goo.gl/YTCrEC>. Acesso em: 3 nov. 2018 (Adaptação).

Os relatos acerca das consequências do rompimento da barragem de Fundão no município de Mariana, Minas Gerais, ocorrido em novembro de 2015, revelam que, além dos prejuízos materiais, parte das vítimas do acidente

  • A foi acometida por transtornos mentais.
  • B perdeu seus empregos, casas e automóveis.
  • C escolheu migrar para regiões distantes do Rio Doce.
  • D recebeu indenização não condizente com suas perdas.

A grande circulação de notícias falsas pelas redes sociais de maneira geral, e principalmente em momentos eleitorais, como vivido pelo Brasil recentemente e pelos EUA em 2016, tem chamado atenção principalmente no sentido de identificar os seus autores e promover sua disseminação.
Entre os recursos para esconder os autores e promover a disseminação das fake news, tem-se a

  • A criação de sistema de corrente pela rede, em que o recebedor é estimulado a compartilhar mensagens, sem verificar sua origem, em troca de benefícios futuros.
  • B formação de grupos de afinidade que tendem a disseminar entre si mensagens de interesse comum, buscando atrais novos componentes de interesses diferentes.
  • C invenção de perfis falsos que possam atrair a curiosidade de grupos específicos nas redes sociais, e dessa forma veicular informação cujo conteúdo não seja verdadeiro.
  • D utilização de robôs, que são programas que postam mensagens automaticamente de acordo com alguma tendência predominante ou estimulada em determinado momento.

Uma mulher, que não teve idade informada, foi vítima de tentativa de feminicídio na manhã desta segunda-feira (15 de outubro) em Nova Serrana. De acordo com as primeiras informações da Polícia Militar (PM), a vítima chegava para trabalhar quando o ex-companheiro se aproximou do local e atirou contra ela.
Disponível em:<https://g1.globo.com/mg/zona-da-mata/> . Acesso em: 23 jan. 2018.
O trecho da reportagem se refere a uma tentava de feminicídio.
Esse tipo de crime é compreendido como

  • A assassinato de mulheres por ódio, desprezo ou sentimento de perda de propriedade.
  • B crimes cometidos por ex-companheiros provocados por ciúmes, mesmo que sem fundamento.
  • C delito cometido por companheiros em função de infidelidade conjugal por parte da mulher.
  • D negação de direito da mulher de ir e vir, que se manifesta pelo extermínio da vida.

Analise o mapa a seguir.


EUROPA – movimentos separatistas


Disponível em: <https://farm4.staticflickr.com/3877/15321146716_4b2f2b189c_b.jpg>. Acesso em: 10 out. 2018.


Sobre os movimentos separatistas que transcorrem no continente europeu, e o cenário que os cerca na segunda década do século XXI, assinale a alternativa incorreta.



  • A Na Catalunha, um referendo da população favorável à independência teve, como resposta do governo espanhol, a dissolução do Parlamento local e a destituição do presidente.
  • B Na Escócia, um plebiscito não decisivo em relação à independência expôs, por outro lado, o nível de insatisfação com a política de dominação do Reino Unido, o que sinaliza a possibilidade de realização de nova consulta popular, após o Brexit.
  • C Na Ucrânia, os esforços para manutenção da unidade política-nacional têm esbarrado na sucessão de movimentos separatistas, que proclamaram a independência da porção oriental do território, na perda da Península da Crimeia, anexada à Federação Russa e na deposição do presidente eleito.
  • D No País Basco, totalmente inserido em território espanhol, eclodem os separatismos mais radicais que se registram na Península Ibérica, com atentados à bomba em espaços urbanos, o que alimenta o medo e a intolerância entre nacionalistas europeus.

Leia o gráfico a seguir


GUIA DO ESTUDANTE ATUALIDADES VESTIBULAR + ENEM. Ed. 28. São Paulo: Editora Abril, 2º Semestre 2018 (Adaptação).

Com base na tabela anterior, analise as seguintes afirmativas sobre o comércio exterior brasileiro, entre os anos de 2007 e 2017, e assinale com V as verdadeiras e com F as falsas.
( ) Em 2011, embora o Brasil tenha batido recorde de exportações, o grande volume de importações impediu a ocorrência de superávit. ( ) Em 2013, houve um recorde de importação, o que gerou um saldo negativo de quase 4 bilhões de dólares, pior resultado de todo o período retratado. ( ) Em 2017, ocorreu um superávit recorde, alcançado, principalmente, com a exportação de commodities, como soja e petróleo bruto. ( ) Em 2014, ocorreu o único déficit do período, consequência, entre outras razões, do grande volume importado de produtos industrializados de alto valor agregado.

Assinale a sequência correta.

  • A F F V V
  • B F V F F
  • C V F F V
  • D V V V F