Questões da Prova do Conselho Regional de Educação Física - Agente de Orientação e Fiscalização (2021)

Limpar Busca

De acordo com o texto, diariamente Eran Baniel prova bolachas de chocolate com o objetivo de

  • A criar um doce totalmente sem açúcar.
  • B avaliar quais delas são mais gostosas.
  • C adivinhar com qual receita cada uma delas foi feita.
  • D descobrir quais delas contêm menos açúcar.
  • E distinguir as que contêm açúcar das que não o contêm.

No primeiro parágrafo do texto, o autor apresenta uma narrativa, empregando, majoritariamente, verbos flexionados no tempo

  • A pretérito perfeito, para indicar que aqueles acontecimentos transcorreram em um passado recente.
  • B pretérito imperfeito, para deixar claro que aqueles acontecimentos transcorreram anos atrás.
  • C pretérito mais-que-perfeito, para que o leitor entenda que aqueles acontecimentos transcorreram antes de 2014.
  • D presente, para que o leitor se sinta próximo daqueles acontecimentos enquanto lê.
  • E futuro do pretérito, para sugerir que aquela experiência pode ser novamente replicada no futuro.

O nome dado ao primeiro produto da startup de Eran Baniel foi motivado pela

  • A presença de açúcar em dobro na sua formulação.
  • B textura dos alimentos produzidos à base dele.
  • C versatilidade de usos.
  • D pressão dos consumidores para se reduzir a quantidade de açúcar nos alimentos.
  • E incrível semelhança com o sabor do açúcar comum.

A oração introduzida pela conjunção “mas” (linha 6) expressa uma

  • A explicação.
  • B consequência.
  • C oposição.
  • D comparação.
  • E alternativa.

Assinale a alternativa que apresenta um trecho do texto no qual o sinal de pontuação tem a finalidade de sinalizar a omissão de um verbo.

  • A “Baniel está sentado a uma mesa, com dois pratos de bolachas de chocolate” (linhas de 4 a 6)
  • B “Parecem iguais, mas não são” (linha 6)
  • C “o da direita, a amostra 431” (linha 7)
  • D “uma startup israelense que agora está lançando seu primeiro produto: um açúcar modificado” (linhas 15 e 16)
  • E “A corrida não é para criar um substituto ao açúcar; é para desenhar um novo açúcar” (linhas de 50 a 52)