Questões da Prova da Universidade Federal de Uberlândia (UFU-MG) - Professor - Técnica de Linguagem de Sinais (2019)

Limpar Busca


A argumentação de Charlie Brown, no que diz respeito à postura de deprimido, é convincente, pois

  • A Patty, a interlocutora de Charlie Brown, aos poucos, vai se tornando tão depressiva quanto ele.
  • B a seleção de palavras escolhida pelo quadrinista é coerente com o tema, ou seja, com a depressão.
  • C a tira, gênero predominantemente argumentativo, garante, por si mesma, a instauração de estratégias de convencimento.
  • D os elementos verbais e não verbais harmonizam-se de forma a realçar esse estado.

Considere o diálogo apresentado a seguir.


A: Estou com vontade de escrever uma gramática explícita de novo.

B: O quê? Você já escreveu uma?

A: Não. Mas já tive essa vontade antes.

POSSENTI, S. Os humores da língua: análises linguísticas de piadas. Campinas-SP: Mercado de Letras, 1998. p. 69.


A língua possui diferentes e variados recursos, como o humor, por exemplo, que possibilitam que nossos objetivos sejam atendidos. O efeito humorístico do diálogo apresentado é desencadeado, em parte, graças

  • A à revelação da vontade inusitada de um dos interlocutores.
  • B à organização das palavras no enunciado, o que possibilita mais de uma interpretação.
  • C ao desconhecimento do significado da gramática explícita.
  • D à escolha de tema favorável ao humor.

A não ser que o trem saia dos trilhos mais cedo, amigo, você terá que passar pela vida, por esta vertigem, este sopro desenfreado, esta roda imprevisível. O caminho é seu. Ele pode ser insosso, obrigatório, arrastado, preto e branco, só preto, só branco e você, só um passante. Ou pode ser intenso, colorido e você, o melhor dos hedonistas modernos. Por isso, esteja presente em si mesmo enquanto vive. Não sobrevoe o presente a sonhar com o futuro, corroer o passado, ou entregar-se a lamentações pela vida que não tem. Mas, pior, não se torne mais um zumbi vagando adormecido sem nada sentir, compondo um grande saco desalmado de carne e ossos imprestáveis. Você já está aqui, faça direito. Por mais óbvio que possa parecer, tudo o que se tem agora é o agora. Então, não tome um vinho, tome o vinho. Não trabalhe, trabalhe. Não ouça uma música, ouça a música. Várias vezes, cem vezes até que aquilo o arranque da dormência e faça nascer um sorriso de orelha a orelha apenas por estar vivo.

É isso, amigo, para ser grande, é preciso ser inteiro.

Disponível em: Brenne, L. http://www.revistabula.com. Acesso: 21 fev. 2019. (Adaptado)


Ao alternar, no final do texto apresentado, as formas gramaticais um/o e uma/a, o produtor do texto tem o propósito de

  • A destacar as diferenças gramaticais existentes nas línguas.
  • B estabelecer julgamento de valor entre os elementos da língua.
  • C orientar o leitor para o sentido interpretativo desejado.
  • D valorizar formas da língua desprestigiadas.

As pessoas estão vivendo mais ao redor do mundo. Em 1950, a expectativa de vida média global ao nascer era de apenas 46 anos. Em 2015, cresceu para mais de 71. Em alguns países, o progresso não foi muito suave. Doenças, epidemias e eventos inesperados são um lembrete de que vidas cada vez mais longas não são garantidas. Enquanto isso, as mortes que podem nos deixar mais preocupados – terrorismo, guerra e desastres naturais – compõem menos de 0,5% do total de mortes. Mas em todo o mundo, muitos ainda estão morrendo jovens e de causas evitáveis.

Disponível em:<https://vivabem.uol.com.br/> . Acesso: 21 fev. 2019.


Os recursos que a língua disponibiliza aos seus usuários podem ser empregados de diferentes maneiras. Em se tratando do termo destacado no trecho apresentado, é correto afirmar que ele

  • A introduz argumento que se contrapõe a outro já apresentado. Essa realidade contribui para a apresentação de uma direção argumentativa contrária ao que vinha sendo defendido.
  • B une dois enunciados, fazendo com que a ideia apresentada no segundo enunciado seja somada à apresentada. Essa realidade contribui para que a direção argumentativa seja mantida.
  • C estabelece uma relação entre dois enunciados, fazendo com que a ideia apresentada no primeiro seja concluída a partir do que é dito no segundo enunciado.
  • D une dois enunciados, fazendo com que se perceba que o que é dito no segundo funciona como uma explicação do que foi dito no contexto precedente.

Considere a tirinha apresentada a seguir.



A tirinha é um gênero a partir do qual o quadrinista aborda diferentes temas, objetivando atingir diferentes propósitos discursivos. Considerando-se o exemplar de tira apresentado, é correto afirmar que o quadrinista visa a

  • A apresentar ao leitor a rotina dos jovens, que são inconsequentes e conectados.
  • B conscientizar o leitor sobre o poder maléfico e destrutivo das redes sociais.
  • C alertar o leitor para os perigos causados pela exposição exagerada nas redes sociais.
  • D incentivar o leitor a não usar as redes sociais.