Questões da Prova da Universidade Federal Fluminense (UFF) - Engenheiro Civil (2009)

Limpar Busca

Os projetos de instalações elétricas são representados por diagramas (plantas) onde configuram a instalação global ou parte dela, por meio de símbolos gráficos. Assim, para um projeto de instalação elétrica predial, o diagrama que apresenta partes principais de um sistema elétrico e identifica o número de condutores, seus trajetos, por um único traço, e que geralmente representa a posição física dos componentes da instalação é denominado:

  • A funcional;
  • B unifilar;
  • C multifiliar;
  • D distribuição;
  • E locação.

Segundo a NBR 5410, de instalações elétricas de baixa tensão, no item sobre tomadas de uso geral, nas unidades residenciais e nas acomodações de hotéis, motéis e similares, o número de tomadas de uso geral deve ser fixado, para cozinhas, copas, copas-cozinhas, áreas de serviço, lavanderias e locais análogos, em, no mínimo, uma tomada para cada:

  • A 3,5 m;
  • B 5,0 m;
  • C 2,5 m;
  • D 6,0 m;
  • E 6,5 m.

Na execução da instalação de para-raios, além dos pontos mais elevados das edificações, devem ser consideradas também a distribuição das massas metálicas, tanto exteriores como interiores, bem como as condições do solo e do subsolo. As interligações entre as massas metálicas e os pararaios devem ser tão curtas quanto possível. Não havendo interligações entre a instalação do pararaios e as massas metálicas da edificação, qualquer ponto da instalação deverá estar afastada das massas metálicas, interiores ou exteriores do edifício, quer estas estejam ou não interligadas, a uma distância de pelo menos:

  • A 1 m;
  • B 10 m;
  • C 5 m;
  • D 2 m;
  • E 7 m.

Tubulações hidrossanitárias devem ter a distância conveniente de qualquer fundação, a fim de prevenir a ação de eventuais recalques. Para as emendas e juntas, é recomendado, em local de tráfego leve, o cobrimento mínimo de tubulações enterradas no solo de:

  • A 0,3 m;
  • B 1 m;
  • C 0,5 m;
  • D 0,7 m;
  • E 1,5 m.

As lesões que se manifestam nos painéis de alvenaria nem sempre têm uma única origem. Às vezes são várias as causas que produzem um mesmo efeito, tornando então a tarefa de distinguilas e classificar a sua natureza bastante difícil. A lesão que ocorre devido ao rompimento do equilíbrio entre o peso da obra e a resistência do terreno que o sustenta é denominada lesão por:

  • A escorregamento;
  • B adaptação;
  • C compressão;
  • D rotação;
  • E recalque.