Questões da Prova da Secretaria de Estado da Saúde - Paraná (SES-PR) - Farmacêutico (2009)

Limpar Busca
Esse texto:
  • A analisa o impacto ambiental em nações em desenvolvimento.
  • B defende a postura adotada pelos EUA em relação à política ambiental.
  • C emprega argumentos emocionais para sensibilizar as pessoas a poluírem menos.
  • D questiona a tese de que quanto mais riqueza mais poluição.
  • E instrui sobre as formas politicamente corretas de empregar os recursos naturais.
Assinale a alternativa INCORRETA.
  • A Na linha 05, o pronome “deles” retoma “Paul Ehrlich e John P. Holdren”.
  • B Na linha 14, o pronome “isso” refere-se à “paixão dos consumidores por gastar energia, ganhar dinheiro e comprar novas tecnologias”.
  • C Na linha 22, o pronom e “elas” retoma “pessoas”.
  • D Na linha 30, “essa tendência” refere-se ao fenômeno expresso pela curva Kuznets.
  • E Na linha 35, o pronome “seus” refere-se a “você”.
Com relação ao texto, é INCORRETO afirmar:
  • A Os dois primeiros parágrafos apresentam o posicionamento dos ambientalistas americanos por ocasião dos anos 70.
  • B O conectivo “mas”, no início do terceiro parágrafo, assinala para uma alteração argumentativa em relação aos parágrafos 1 e 2.
  • C O parágrafo iniciado na linha 19 objetiva apresentar argumentos favoráveis à opinião do autor: a de que mais riqueza não equivale a mais poluição.
  • D O último parágrafo emprega argumentos por citação, visando a apresentar uma contra-argumentação às ideias expressas pelo autor.
  • E O antepenúltimo e o penúltimo parágrafos configuram -se como argumentativos de base estatística que apontam em que condições é válida a ideia do autor de que mais riqueza não equivale a mais poluição.
“A velha teoria IPAT da riqueza-é-ruim pode fazer sentido intuitivamente, mas não concorda com os dados que vêm sendo analisados desde o primeiro Dia da Terra”.

Assinale a alternativa em que a sentença foi reescrita sem modificação de seu sentido original.
  • A A velha teoria IPAT da riqueza-é-ruim pode não fazer sentido intuitivamente, nem concordar com os dados que vêm sendo analisados desde o primeiro Dia da Terra.
  • B Visto que a velha teoria IPAT da riqueza-é-ruim pode fazer sentido intuitivamente, ela não concorda com os dados que vêm sendo analisados desde o primeiro Dia da Terra.
  • C Apesar de a velha teoria IPAT da riqueza-é-ruim poder fazer sentido intuitivamente, ela não concorda com os dados que vêm sendo analisados desde o primeiro Dia da Terra.
  • D A velha teoria IPAT da riqueza-é-ruim pode fazer sentido intuitivamente, porque não concorda com os dados que vêm sendo analisados desde o primeiro Dia da Terra.
  • E A velha teoria IPAT da riqueza-é-ruim pode fazer sentido intuitivamente, portanto não concorda com os dados que vêm sendo analisados desde o primeiro Dia da Terra.
A expressão “um processo como esse” (sublinhada no texto) refere-se:
  • A à substituição de um processo seletivo consagrado, como o vestibular, por outro ainda pouco conhecido.
  • B à reformulação do sistema de ensino vigente nos cursinhos atualmente.
  • C ao preparo que cada candidato deverá alcançar para se sair bem em uma prova tão concorrida.
  • D ao processo interno que cada uma das 500 universidades terá que desencadear para modificar sua forma de avaliação.
  • E à mudança de filosofia que troca a memorização pelo raciocínio lógico.