Questões da Prova do Serviço Social da Indústria do Distrito Federal (SESI-DF) - Professor - História (2010)

Limpar Busca

Jean Piaget divide os períodos do desenvolvimento humano de acordo com o aparecimento de novas qualidades do pensamento, o que, por sua vez, interfere no desenvolvimento global do indivíduo. Acerca desse tema, assinale a alternativa correta.

  • A No período pré-operatório, o adolescente domina progressivamente a capacidade de abstração e generalização, elaborando teorias a respeito do mundo.
  • B No período das operações formais, a criança alcança a capacidade de estabelecer relações que permitem a coordenação de pontos de vista diferentes.
  • C No período das operações concretas, acontece o aparecimento da linguagem, interferindo no desenvolvimento intelectual, afetivo e social da criança.
  • D No período operatório, ocorre a passagem do pensamento concreto para o pensamento formal.
  • E No período sensório-motor, a criança é capaz de usar um instrumento como meio de atingir um objeto.

Acerca das teorias de aprendizagem e desenvolvimento, assinale a alternativa correta.

  • A A construção do eu, na teoria de Piaget, depende essencialmente do outro, seja para ser referência, seja para ser negado. Isso ocorre principalmente a partir do instante em que a criança começa a viver a chamada crise de oposição, em que a negação do outro funciona como uma espécie de instrumento de descoberta de si própria. Tal fato se dá aos 3 anos de idade.
  • B Estudos realizados por Vygotski com crianças entre 6 e 9 anos de idade em diversas escolas francesas mostram que o desenvolvimento da inteligência depende essencialmente de como cada uma faz as diferenciações com a realidade exterior.
  • C Segundo a teoria de Wallon, as emoções dependem fundamentalmente da organização dos espaços para se manifestarem. A motricidade, portanto, tem caráter pedagógico tanto pela qualidade do gesto e do movimento quanto por sua representação.
  • D Diferentemente dos métodos tradicionais (que priorizam a inteligência e o desempenho em sala de aula), a proposta de Piaget põe o desenvolvimento intelectual dentro de uma cultura mais humanizada. A abordagem é sempre a de considerar a pessoa como um todo. Elementos como afetividade, emoções, movimento e espaço físico encontram-se em um mesmo plano. Assim, as atividades pedagógicas e os objetos devem ser trabalhados de formas variadas.
  • E O conflito entre situações antagônicas é prejudicial ao desenvolvimento da criança. A inteligência não evolui na solução dos confrontos. Wallon diz que o sincretismo (mistura de ideias em um mesmo plano), bastante comum na vida da criança, é fator prejudicial ao desenvolvimento intelectual.

Na década de 20 e início dos anos 30 do século XX, um teórico criticou as experiências psicológicas realizadas com animais, assim como as concepções que afirmavam que as propriedades intelectuais dos seres humanos são resultados da maturação do organismo. Para ele, as origens sociais estavam relacionadas com as capacidades humanas; por isso, utilizou as teorias de Marx como fonte para solução de grandes paradoxos da psicologia. Alguns pontos fortes de sua concepção psicológica são os seguintes: os fenômenos psicológicos devem ser estudados em sua origem e no curso de seu desenvolvimento; o fenômeno psicológico transforma-se no decorrer da história; o sistema de signos (a linguagem, a escrita, o sistema de números) é pensado como um sistema de instrumentos, criados pela sociedade ao longo de sua história. O teórico ao qual esse enunciado se refere é

  • A Wallon.
  • B Piaget.
  • C Freud.
  • D Vygotski.
  • E Perrenoud.

A Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei n.º 9.394/1996 (LDB), estabelece as diretrizes e as bases da educação brasileira; assim, expressa componentes do currículo escolar que devem ser respeitados nas instituições de ensino. De acordo com a LDB, assinale a alternativa correta.

  • A Sabendo que o art. 26 da LDB prescreve que os “currículos do ensino fundamental e médio devem ter uma base nacional comum a ser complementada, em cada sistema de ensino e estabelecimento escolar, por uma parte diversificada, exigida pelas características regionais e locais da sociedade, da cultura, da economia e da clientela.”, é correto afirmar que esse é o único artigo da LDB que se refere ao currículo escolar.
  • B A LDB, quando estabelece os princípios e os fins da educação nacional, esclarece a forma como o ensino deve ser ministrado, levando em consideração vários itens, entre os quais está o da valorização da experiência extraescolar. Nesse ponto do documento, o que se pode notar é o discurso explícito da lei em favor da formação de um currículo escolar pautado exclusivamente nas experiências do corpo docente.
  • C A LDB chama de parte diversificada do currículo os conteúdos específicos que foram regulamentados nas diretrizes curriculares. Desse modo, o que se conclui é que a LDB manifesta-se desfavoravelmente acerca da educação que respeite e valide os saberes populares para a formação do currículo escolar.
  • D Sabendo que o art. 1.º da LDB afirma que a “educação abrange os processos formativos que se desenvolvem na vida familiar, na convivência humana, no trabalho, nas instituições de ensino e pesquisa, nos movimentos sociais e organização da sociedade civil e nas manifestações culturais.”, é correto afirmar que, ao definir a educação, a LDB não apresenta diretrizes a respeito do conceito de currículo escolar.
  • E De acordo com a LDB, a cultura constitui-se em mais um relevante recurso pedagógico que auxilia no desenvolvimento das atividades de cunho educativo. A tarefa do educador seria a da manipulação (pedagógica) adequada da vivência cultural das crianças.

De acordo com as novas teorias de currículo escolar, pode-se dizer que, na era da tecnologia, o currículo escolar forma-se a partir das necessidades de cada escola e de cada aluno. Nesse sentido, o currículo escolar passa a ser definido como sendo todas as situações vividas pelo aluno em seu cotidiano, ao longo de sua existência. A respeito desse assunto, assinale a alternativa correta.

  • A O currículo escolar não pode ser entendido como um processo de socialização das crianças, pois visa enquadrá-las ou ajustá-las às estruturas da sociedade. Nesse sentido, acredita-se que as relações sociais, as trocas de experiência e o cotidiano formam um conjunto de fatores que não afetam o currículo escolar.
  • B É importante dizer que, para a formação do currículo escolar individual de cada aluno, a organização da vida particular de cada um constitui-se no principal instrumento de trabalho a ser explorado pelo professor, no desenvolvimento de suas atividades.
  • C A escola deve ignorar a história de vida dos alunos. Eles recebem frequentemente influências fora da escola, apresentam um comportamento individual social e uma vivência sociocultural específicos ao ambiente de origem de cada um deles. Se a escola considerar todas essas características individuais dos alunos, não conseguirá integralizar o currículo escolar.
  • D O currículo ideal para o desenvolvimento de habilidades necessárias ao desempenho educacional dos alunos deve privilegiar exclusivamente as atividades de cunho educativo que venham a ser exploradas pela escola, constituindo-se em elementos essenciais na formação do currículo escolar, pois este é o único elemento que interferirá na formação do caráter e da personalidade dos alunos.
  • E Sendo o currículo uma construção social, ele não deve ser entendido como construção cultural. São entendidas como construção cultural as práticas educativas assimiladas e repassadas às futuras gerações, com a perpetuação da cultura como marca da presença do homem em sociedade.