Questões da Prova do SEMAD - Tecnologia em Redes (FUNCAB - 2013) Página 1



Em: “Por se tratar de um termo recente, não há um claro consenso de seu significado [...]” (§ 1), a preposição POR introduz a mesma circunstância que em:

  • A vagar por terras nunca vistas.
  • B expressar por gestos eloquentes.
  • C batalhar por conseguir manter a família.
  • D sofrer por amor de alguém

Considerando o que dispõe o artigo 3º da Lei Complementar nº 140/2011, constitui objetivo fundamental da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, no exercício da competência comum:

  • A harmonizar as políticas e ações administrativas para evitar a sobreposição de atuação entre os entes federativos, de forma a evitar conflitos de atribuições e garantir uma atuação administrativa eficiente
  • B proteger, defender e conservar o meio ambiente ecologicamente equilibrado, promovendo gestão centralizada, democrática e eficiente.
  • C garantir o equilíbrio do desenvolvimento político econômico com a proteção ambiental , observando a dignidade da pessoa humana, a erradicação da pobreza e a redução das desigualdades sociais e regionais.
  • D garantir uma política ambiental nacional, sem observância das peculiaridades regionais e locais.
O item que o autor exclui do rol de características essenciais da Ecosofia é o seguinte: 
  • A relação fisiológica com o ambiente natural.
  • B priorização de uma filosofia da natureza.
  • C obrigação ética de agir sobre o mundo.
  • D abordagem mais orgânica e ativista que mental.
No texto, os componentes de todos os pares que se seguem opõem-se ideologicamente entre si, EXCETO: 
  • A Ecofilosofia / perspectiva marxista da Filosofia.
  • B paradigma antropocêtrico religioso / Ecosofia.
  • C sabedoria do ambiente” / Ecofilosofia.
  • D Ecosofia / sabedoria dos antigos gimnosofistas hindus.
O autor emprega forma verbal para sinalizar o fato de que o conteúdo do enunciado deve ser entendido, não como certo, mas apenas como possível, em: 
  • A “O uso da palavra ecosofia era amplo entre ativistas da questão ecológica [...]” (§ 1)
  • B “[...] não interessa aos ecosofistas a imagem da coruja deAtenas [...]” (§ 2)
  • C “[...] a Filosofia teria [...] a capacidade de enxergar na escuridão [...]” (§ 2)
  • D “[...] a própria Bíblia [...] explicita a soberania do homem sobre a natureza [...]” (§ 4)