Questões da Prova da Prefeitura Municipal de São José dos Campos - Professor - Artes (2019)

Limpar Busca

Uma afirmação condizente com o ponto de vista expresso no texto é:

  • A O homem se torna mais sábio à medida que envelhece, tendo em vista que a maturidade o desobriga de seguir as convenções estabelecidas socialmente.
  • B Para que as pessoas se curem de suas enfermidades de morte, é essencial que saibam realizar as atividades do cotidiano com espírito prático e objetivo.
  • C A reflexão acerca da finitude da vida permite que o indivíduo avalie suas prioridades, de modo a dedicar-se ao que de fato lhe é importante e lhe dá satisfação.
  • D A ocupação com afazeres práticos constitui uma maneira salutar de não nos deixarmos paralisar pela consciência de que a morte nos espreita a todo instante.
  • E O objetivo do ser humano não inclui a sobrevivência individual, tampouco o prazer pessoal, pois sua existência se torna válida conforme se sacrifica pela coletividade.

Apresentam sentidos opostos na construção da argumentação as seguintes expressões do 2° parágrafo:

  • A consciência da morte; maravilhosa lucidez.
  • B coisas tolas e mesquinhas; deleite da vida.
  • C uma batalha que valha a pena; uma vida nova.
  • D compulsão prática; fazer, fazer, fazer.
  • E última batalha sobre a terra; o essencial.

No trecho “ver os cenários que ele amava, ouvir as músicas que lhe davam prazer, ler os textos antigos que o haviam alimentado”, o termo “que” tem função pronominal, por remeter a expressões nominais, assim como ocorre em:

  • A Eu nunca acreditei que a sobrevivência fosse um valor último. (1° parágrafo)
  • B E se ela pode ser a última batalha, que seja uma batalha... (2° parágrafo)
  • C Um conhecido meu, ao saber que tinha um câncer no cérebro [...], começou uma vida nova. (2° parágrafo)
  • D Passou a receber somente as pessoas que desejava receber... (2° parágrafo)
  • E ... sem que o saibamos, todos nós estamos enfermos de morte... (3° parágrafo)

No que se refere à concordância da norma-padrão da língua, um trecho do texto está corretamente reescrito em:

  • A Um grupo de amigos e eu se reúnem há alguns anos para ler poesia.
  • B Vontade, bondade e liberdade são tudo o que devem cercar a vida para ser bela.
  • C Sabemos que nos é dado, com a consciência da morte, uma maravilhosa lucidez.
  • D Somente aos tolos é facultado pensar de outra forma.
  • E Nas etiquetas sociais não se viam mais sentido.

Acerca da linguagem empregada no texto, é correto afirmar:

  • A A expressão destacada em “um grupo de amigos se reúne comigo” está substituída conforme a norma-padrão da língua por tem reunido-se.
  • B Com relação ao emprego do sinal indicativo de crase, a expressão levaram-nos à substitui corretamente o termo destacado em “Essas palavras provocaram um silêncio meditativo”.
  • C No trecho “Era hora de se entregar inteiramente ao deleite da vida: ver os cenários que ele amava, ouvir as músicas que lhe davam prazer, ler os textos antigos que o haviam alimentado”, o sentido mantém-se inalterado com a substituição dos dois-pontos pela vírgula acompanhada de contudo.
  • D Em “E, com isso, nos libertamos de uma infinidade de coisas tolas e mesquinhas que permitimos se aninhem em nossos pensamentos e coração”, a expressão destacada pode ser substituída, sem alteração de sentido, por auspiciosas.
  • E Os conectivos destacados em “é preciso viver a vida com sabedoria para que ela, a vida, não seja estragada pela loucura que nos cerca” estabelecem, respectivamente, relações de instrumento e finalidade.