Questões da Prova da Prefeitura Municipal de Divinópolis - Enfermeiro - PSF (2018)

Limpar Busca
A partir da leitura atenta do texto, pode-se concluir, sobre o episódio narrado que:
  • A o ato de pisar no pé do sujeito de meia-idade deve ser considerado banal se comparado às consequências que gerou.
  • B o motorista, cauteloso, não devia ter parado no ponto em que o senhor de idade subiu, antevendo a confusão.
  • C a postura espectadora dos demais passageiros impediu que lhes fosse provocado qualquer tipo de transtorno.
  • D as atitudes como a do senhor de idade e a do de meia-idade são de ocorrência restrita a transportes coletivos.
O emprego dos artigos destacados em “Em um ponto qualquer da praia de Copacabana, o ônibus para” ressalta, respectivamente:
  • A a quantidade de locais de parada e a aproximação entre o ônibus retratado e os demais.
  • B o desconhecimento do narrador sobre o local de parada e a omissão do veículo em questão.
  • C a indefinição do lugar de parada e a especificidade na apresentação do ônibus em questão.
  • D o descaso na apresentação da localização do ponto e a precisão na indicação do coletivo.
Em algumas passagens do texto, o autor faz uso de figuras de estilo. Assinale a alternativa em que se indica, CORRETAMENTE, uma figura de linguagem presente no fragmento.
  • A “um sujeito de meia-idade, robusto, muito satisfeito com a sua pessoa” - PROSOPOPEIA.
  • B “O outro carrega na mão, acrescentando:” – PLEONASMO.
  • C “Diante do ultraje atirado à genitora,” - EUFEMISMO.
  • D “Mas o senhor de idade não era sopa e retrucou:” – METONÍMIA.
Em observação às regras de concordância verbal, nota-se que a oração “saltam dois rapazes e uma moça” poderia ser reescrita de todas as formas indicadas abaixo, EXCETO:
  • A salta uma moça e dois rapazes.
  • B dois rapazes e uma moça saltam.
  • C uma moça e dois rapazes saltam.
  • D salta dois rapazes e uma moça.
Considere o fragmento abaixo para responder à questão.
“Os passageiros ficaram aborrecidíssimos com aquela brusca mudança de itinerário, mas não protestaram.”
A relação estabelecida entre as orações e explicitada pela conjunção “mas” permite, ao leitor, concluir que:
  • A os passageiros não protestaram por isso ficaram aborrecidíssimos.
  • B embora tenham ficado aborrecidíssimos, os passageiros não protestaram.
  • C se os passageiros tivessem protestado, não ficaram aborrecidíssimos.
  • D quando ficam aborrecidíssimos, os passageiros não protestam.