Questões da Prova da Prefeitura Municipal de Brejo de Areia - Professor - Inglês (2019)

Limpar Busca

Autor do texto

  • A nega a importância do braço escravo na época de colonização do Brasil.
  • B conduz o leitor à ideia de que é ilógico o resgate da autoestima dos afrodescendentes.
  • C justifica a elite africana do passado pelo aprisionamento e posterior venda de seus compatriotas, por se tratar de um costume de época.
  • D exime os brasileiros do sentimento de dívida pela escravatura dos negros africanos no país.

No texto, predomina a função da linguagem identificada como

  • A metalinguística, em virtude de o locutor explicar o próprio código que usou para compor o seu trabalho.
  • B referencial, uma vez que tem como objetivo principal informar sobre as diferentes formas como são vistas as pretensões de indenizações sobre o uso da força de trabalho do negro na condição de escravo.
  • C expressiva, pois o centro da comunicação é o emissor, que projeta os seus sentimentos e as suas emoções no seu relato.
  • D fática, mediante o estabelecimento de um canal por meio do qual ocorre o ato comunicacional e permite também assegurar a continuidade do discurso.

A alternativa em que o trecho em negrito não estabelece uma relação de dependência sintática com a ideia principal é

  • A “que acredita que ações e responsabilidades são atribuídas a grupos de pessoas com características comuns.” (L.5/6).
  • B “o império escravizou, por milhares de anos, outros povos que conquistava.” (L.28/29).
  • C “Os próprios negros, no Brasil, quando conseguiam sua libertação, tentavam comprar ou capturar outros negros como escravos.” (L.34/35).
  • DÉ fácil perceber” (L.48/49).

Uma das proposições a seguir constitui exemplo de erro ou desvio gramatical da norma culta padrão.

  • A “A primeira é a adotada pela esquerda em geral” (L.4/5).
  • B “O problema desse argumento é que ele repousa sobre uma visão curiosamente estreita da história.” (L.23).
  • C “tenho certeza que todos nós temos ascendentes” (L.40).
  • D “Todos nós, brancos e negros, já enriquecemos injustamente, e injustamente enriquecemos outros.” (L.41/42).

Há predicado verbal em

  • A “A segunda ótica (...) é a ótica libertária.” (L.12).
  • B “pessoas eram feitas escravas por dívidas” (L.30).
  • C “a escravidão foi prática recorrente” (L.37/38).
  • D “Por fim, nem todos os brancos (...) são descendentes de senhores de escravos do Império.” (L.44).