Questões da Prova do (2015)

Limpar Busca

A maioria dos atletas olímpicos é lembrada por suas vitórias, ou seja, por medalhas de ouro. Mas um brasileiro ficará eternizado na história dos Jogos por sua atitude exemplar diante de um fato surpreendente e inusitado na Olimpíada de 2004, em Atenas. O paranaense Vanderlei Cordeiro de Lima tinha 35 anos quando ganhou a Medalha Pierre de Coubertin, um dos prêmios mais nobres concedidos pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) a atletas que valorizam o esporte mais do que a própria vitória.

O brasileiro recebeu a honraria após a sua memorável participação na maratona olímpica, modalidade considerada a mais tradicional e que, por isso, foi destaque no dia do encerramento dos Jogos. Vanderlei liderava a prova até o 36° quilômetro, a 6 do final, quando foi atacado pelo ex-sacerdote Cornelius Horan, que invadira a pista. O golpe do fanático religioso irlandês derrubou o atleta, que teve de ser socorrido por alguns espectadores, numa das cenas mais lamentáveis e, ao mesmo tempo, emocionantes da história das Olimpíadas.

Vanderlei perdeu fôlego, tempo, concentração e duas posições na prova, mas ainda assim conseguiu completar a maratona em terceiro lugar. Ao entrar no estádio Panathinaiko, ele foi aplaudido de pé pelos torcedores, que esperavam por sua chegada, e vibraram mais do que quando o italiano Stefano Baldini terminou o percurso na primeira colocação. Mostrando seu espírito esportivo, Vanderlei percorreu o trecho final da prova imitando um avião e com um sorriso no rosto.

<http://tinyurl.com/pfwel5p>Acesso em: 12.09.2015. Adaptado.


Segundo o texto, é correto afirmar que o atleta Vanderlei Cordeiro

  • A demonstrou indignação ao sofrer a interferência do ex-sacerdote em 2004.
  • B foi derrubado por um atleta irlandês durante uma prova olímpica em Atenas.
  • C recebeu um prêmio por colocar o espírito olímpico acima do desejo da vitória.
  • D chegou em terceiro lugar na maratona de 2004, demonstrando descontentamento.
  • E contundiu-se ao ser derrubado pelo atleta italiano na maratona de Atenas em 2004.

As orações subordinadas destacadas nesse fragmento classificam-se, respectivamente, em

  • A substantiva objetiva indireta, adverbial concessiva e adverbial causal.
  • B substantiva objetiva direta, adverbial condicional e adverbial causal.
  • C substantiva objetiva direta, adverbial temporal e adverbial consecutiva.
  • D substantiva subjetiva, adverbial condicional e adverbial consecutiva.
  • E substantiva predicativa, adverbial temporal e adverbial consecutiva.

A Olimpíada de 2016 terá como sede a cidade do Rio de Janeiro, mas também ocorrerá em Manaus (AM), que receberá seis jogos do torneio de futebol olímpico.

As equipes de futebol que jogarão em Manaus encontrarão

  • A o mesmo clima da cidade do Rio de Janeiro, com amplitude térmica elevada e chuvas concentradas no inverno.
  • B o mesmo clima da cidade do Rio de Janeiro, com verões quentes e secos e invernos chuvosos e curtos, porém rigorosos.
  • C um clima com verões quentes e secos e invernos rigorosos e chuvosos, diferente do clima da cidade do Rio de Janeiro.
  • D um clima com pequena amplitude térmica e chuvas constantes o ano inteiro, diferente do clima da cidade do Rio de Janeiro.
  • E um clima com grande amplitude térmica, verões e invernos quentes e secos, diferente do clima da cidade do Rio de Janeiro.

Karoshi é uma palavra japonesa que significa morte por excesso de trabalho. O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar do Japão supervisionou 4 561 empresas em novembro de 2014 e descobriu que, em 2 300 delas, havia registros de horas extras ilegais. Desse total, 715 empresas tinham funcionários realizando individualmente mais de 100 horas extras por mês. Em 153 empresas, o número de horas extras realizado por alguns funcionários havia subido para 150 horas e, em 35, superou as 200 horas extras mensais por funcionário, trazendo, dessa forma, riscos à saúde e consequentemente à vida dos trabalhadores. Segundo dados oficiais, cerca de 200 japoneses morrem por ano por causa do excesso de horas de trabalho.

O aumento do número de casos de karoshi verificados no Japão se deve, principalmente,

  • A ao atraso econômico do Japão, ainda decorrente da derrota desse país na Segunda Guerra Mundial.
  • B aos baixos salários pagos a todos os trabalhadores japoneses, que se veem obrigados a trabalhar até o esgotamento.
  • C à ausência de leis trabalhistas no Japão, como estratégia para aumentar a competitividade frente à concorrência internacional.
  • D às péssimas condições de trabalho e higiene verificadas nas indústrias de ponta do Japão, em razão dos reduzidos polos fabris do país.
  • E ao traço cultural do japonês que, para demonstrar lealdade e dedicação à empresa em que trabalha, realiza longas jornadas de trabalho.

Nos primeiros Jogos Olímpicos, as provas de natação eram realizadas em águas abertas, passando a ser disputadas em piscinas olímpicas em 1908.

Atualmente, os sensores instalados nas piscinas cronometram, com precisão, o tempo dos atletas em até centésimos de segundo.

Uma das disputas mais acirradas é a prova masculina de 50 m em estilo livre. Observe o tempo dos três medalhistas dessa prova nos Jogos de Londres em 2012.




Considerando a velocidade média dos atletas, quando o vencedor completou a prova, a distância entre César Cielo e o ponto de chegada era de, aproximadamente,

  • A 0,49 cm
  • B 0,58 cm
  • C 0,58 m
  • D 4,90 m
  • E 5,80 m