Questões da Prova da Agência Goiana de Habitação (AGEHAB) - Contador - FSADU (2010) Página 1

Qual das formulações resume, conceitualmente, o argumento central do texto?

  • A “Obama disse, pela primeira vez, que o custo da reforma em dez anos será, no máximo, de 900 bilhões de dólares e o grosso do dinheiro virá da redução do desperdício e das fraudes.”
  • B “Na superfície, o debate sobre a saúde nos Estados Unidos provoca divergências técnicas.”
  • C “Na proposta de Obama, todos os americanos serão obrigados a ter plano de saúde.”
  • D “Obama promete que o governo vai subsidiar quem não puder comprar um plano.”
  • E “a maioria dos americanos desconfia da honestidade, dos propósitos e da competência dos governos – qualquer governo.”

Com base no texto, julgue as inferências propostas nos itens abaixo.

I. O desenvolvimento do texto indica que seu autor, André Petry, possivelmente procura afirmar um ponto de vista a partir dos implícitos do discurso do presidente, conforme se pode deduzir pela leitura do primeiro parágrafo.

II. O autor do artigo manifesta simpatia pela forma discursiva apresentada pelo presidente Obama naquela quarta-feira no Congresso.

III. O artigo de Petry faz um cotejo na passagem “E a realidade é o avesso de sua utopia...”

Apresenta sustentação contextual:

  • A apenas o item III.
  • B os itens I, II e III.
  • C apenas o item II.
  • D apenas o item I.
  • E apenas os itens II e III.

A conotação é o lugar em que ecoam as experiências culturais da comunidade de uma língua, na medida em que o uso da expressão e palavras revela juízo de valor de maneira marcante. Considerando essa afirmação de J. Carlos Azeredo, identifique o emprego da linguagem conotativa, preservando o contexto, nas opções a seguir.

  • A ... " o presidente Barack Obama falou durante 47 minutos...”
  • B “Técnico, sem ser chato.”
  • C “... do que escorre pelo ralo do desperdício e das fraudes?”
  • D “Obama promete que o governo vai subsidiar...”
  • E “... a maioria dos americanos desconfia da honestidade, dos propósitos...”

A conjunção “mas” expressa basicamente uma relação de sentido tipicamente reconhecida entre dois conteúdos. Em alguns enunciados, essa relação se torna mais clara, conforme o efeito que o enunciador pretende produzir.

Considerando o contexto, pode-se afirmar que a conjunção “mas”, no início das interrogativas formuladas no texto, no último parágrafo,

  • A adiciona ideias similares às apresentadas no fragmento “com o objetivo de virar o jogo a favor de sua proposta de reforma do sistema de saúde.”, constituindo o próprio fundamento da argumentação desse fragmento.
  • B retifica a passagem “...o debate sobre a saúde nos Estados provoca divergências técnicas.”
  • C possibilita reconhecer que o texto se apresenta incoerente, já que o contraponto constituído pelas interrogações é insustentável no texto e no contexto.
  • D é utilizada como operador argumentativo que fortalece o pressuposto de que a proposta de Obama apresenta informações vagas e imprecisas.
  • E provoca no leitor brasileiro uma motivação positiva a respeito desse benefício proposto por Obama, o que se verifica devido ao papel exercido por essa conjunção, operador argumentativo que conduz de modo contrário a tese de Petry.

Observe os seguintes fragmentos, transcritos do texto. Considere o contexto.

I. “O discurso foi excelente.”

II. “Na proposta de Obama, todos os americanos serão obrigados a ter plano de saúde.”

III. “Traduzindo: os americanos não querem um sistema público de saúde para competir com as empresas privadas e não gostam da ideia de o governo administrar o sistema atual para evitar abusos das seguradoras.”

Esses trechos exemplificam, respectivamente, a predominância das seguintes funções da linguagem:

  • A emotiva, referencial e metalinguística.
  • B referencial, emotiva e poética.
  • C metalinguística, referencial e emotiva.
  • D fática, poética e emotiva.
  • E fática, fática e emotiva.