Questões de Concursos para Procurador

Limpar Busca
Assinale a alternativa correta:
  • A O elemento porque (linha 1) indica uma relação de causa e consequência entre ser ignorante e não ter disponibilidade para estudar.
  • B O uso de mas (linha 36) evidencia a equivalência entre o Deus cristão que não faz apologia da ignorância e o que serve como desculpa.
  • C Por isso (linha 90) estabelece um contraste entre a paixão da ignorância e o ódio à cultura que o ignorábimus nutre.
  • D A contradição entre dizer-se especialista e não ter diploma está marcada pelo uso de mas (linha 77).

Sobre as pessoas jurídicas de direito privado, assinale a alternativa correta.


I- São exemplos as organizações religiosas e os partidos políticos.

II- Começa a existência legal das pessoas jurídicas de direito privado com a inscrição do ato constitutivo no respectivo registro, precedida, quando necessário, de autorização ou aprovação do Poder Executivo, averbando-se no registro todas as alterações por que passar o ato constitutivo.

III- São livres a criação, a organização, a estruturação interna e o funcionamento das organizações religiosas, sendo vedado ao poder público negar-lhes reconhecimento ou registro dos atos constitutivos e necessários ao seu funcionamento.

IV- Decai em três anos o direito de anular a constituição das pessoas jurídicas de direito privado, por defeito do ato respectivo, contado o prazo da publicação de sua inscrição no registro.

  • A I, II e III estão incorretas.
  • B Apenas II e IV estão corretas.
  • C I, II, III e IV estão corretas.
  • D I e IV estão incorretas.

Considere as seguintes afirmações sobre a pontuação do texto:


I - Em “no fim do séc. 19” (linhas 11 e 12) e “em 1440” (linha 27), as vírgulas foram usadas para isolar os adjuntos adverbiais.

II - Em “A Igreja não gostou, e eles foram eliminados” (linha 60) o uso da vírgula antes da conjunção “e” está correto.

III - “David Hilbert” (linha 16) e “filósofo cristão” (linhas 26 e 27) são vocativos, por isso devem vir separados por vírgulas.

IV - A vírgula antes de “longe disso” (linha 34) indica elipse do verbo acreditar.


Estão corretas apenas as afirmações:

  • A I e III.
  • B II e IV.
  • C I e II
  • D III e IV
Quanto ao litisconsórcio, assinale a alternativa que contempla erro:
  • A O juiz poderá limitar o litisconsórcio facultativo quanto ao número de litigantes na fase de conhecimento, na liquidação de sentença ou na execução, quando este comprometer a rápida solução do litígio ou dificultar a defesa ou o cumprimento da sentença.
  • B A sentença de mérito, quando proferida sem a integração do contraditório, será ineficaz se a decisão deveria ser uniforme em relação a todos que deveriam ter integrado o processo.
  • C Nos casos de litisconsórcio passivo necessário, o juiz determinará ao autor que requeira a citação de todos que devam ser litisconsortes, dentro do prazo que assinar, sob pena de extinção do processo.
  • D Os litisconsortes serão considerados, em suas relações com a parte adversa, como litigantes distintos, exceto no litisconsórcio unitário, caso em que os atos e as omissões de um não prejudicarão os outros, mas os poderão beneficiar.

Segundo o dicionário Houaiss, a anáfora é um “processo pelo qual um termo gramatical (um pronome ou um advérbio de lugar, p. ex.) retoma a referência de um sintagma anteriormente usado na mesma frase ou discurso”.


Assinale a alternativa que apresenta corretamente as relações anafóricas presentes no texto.

  • A O pronome “dele”, na linha 19, retoma “fisiologista alemão” e, na linha 14, refere-se a “meu pai”.
  • B “Isso” (linha 14) retoma as ideias do pensador alemão apresentadas no período anterior.
  • C Na linha 65, o pronome “ela” retoma a palavra “lógica”.
  • D “Eles”, na linha 60, retoma “simplórios” e, na linha 75, refere-se a “testes de conhecimento”.