Questões de Concursos para Auditor Técnico - Controle Externo - Tecnologia da Informação

Limpar Busca

Muitas expressões carecem de lógica; a frase abaixo que se mostra logicamente adequada é:

  • A Os débitos do aluguel foram pagos em uma parcela única;
  • B Ninguém chegou na hora, exceto o Heitor;
  • C Bebeu na festa a mesma bebida de ontem;
  • D Ligue para mim que eu trago o pedido até você;
  • E Houve um acidente fatal, com duas vítimas.

Isabel, Auditora do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, recebeu um processo administrativo para que presidisse a sua instrução e o relatasse.


Considerando as atribuições exercidas por Isabel com base na legislação de regência, é correto afirmar que ela:

  • A não deve realizar as referidas atividades, que são privativas dos Conselheiros do Tribunal;
  • B deve realizar as referidas atividades, ainda que não esteja convocada para substituir Conselheiro;
  • C deve realizar as referidas atividades, mas tão somente se estiver convocada para substituir Conselheiro;
  • D pode realizar as referidas atividades, desde que haja determinação de dois terços dos Conselheiros;
  • E pode realizar as referidas atividades, desde que haja determinação da maioria absoluta dos Conselheiros.

Imagine que tramitem perante o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas os seguintes processos que consistam em:


I. ação desempenhada pelo órgão competente para apurar a responsabilidade de pessoa física, órgão ou entidade que deixarem de prestar contas e das que derem causa a perda, extravio ou outra irregularidade de que resulte, ou possa resultar, dano ao erário devidamente quantificado;

II. ação determinada pelo Tribunal ou autoridade competente ao órgão central do controle interno, ou equivalente, para adotar providências, em caráter de urgência, nos casos previstos na legislação em vigor, para apuração de fatos, identificação dos responsáveis e quantificação pecuniária do dano.


De acordo com a Lei Orgânica do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, os processos acima têm natureza, respectivamente, de:

  • A prestação de contas e tomada de contas especial;
  • B prestação de contas e tomada de contas;
  • C tomada de contas e tomada de contas especial;
  • D prestação de contas e cautelar;
  • E tomada de contas especial e cautelar.

Observe o início estranho de um texto do humorista Millôr Fernandes: “Certa vez eu jogava uma partida de sinuca e só havia a bola sete na mesa. De modo que mastiguei-a lentamente, saboreando-lhe os bocados com prazer. Refiro-me à refeição que havia pedido ao garçom. Dei-lhe duas tacadas na cara. Estou me referindo à bola”.


A estranheza desse texto deriva do emprego de:

  • A vocábulos com sentido diferente do dicionarizado;
  • B palavras sem antecedente expresso;
  • C expressões inadequadas às ações;
  • D erros contínuos de concordância;
  • E diferentes níveis de linguagem.

XX, Procurador de Contas do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, requereu a instauração de processo de tomada de contas perante o Tribunal Pleno.


À luz da sistemática legal vigente, XX, enquanto Procurador de Contas:

  • A tem atribuição própria para formular o referido requerimento;
  • B pode formular referido requerimento, por delegação do Procurador-Geral de Contas;
  • C não pode formular tal requerimento, por não ser atribuição do Ministério Público de Contas;
  • D pode formular referido requerimento, após autorização do Presidente do Tribunal de Contas;
  • E não pode formular tal requerimento, pois trata-se de competência privativa do Tribunal de Contas.