Questões de Farmacologia (Enfermagem)

Limpar Busca

O enfermeiro deve ter conhecimento prévio, de acordo com as competências previstas na lei do exercício profissional, sobre os medicamentos a serem preparados. Suponha um medicamento de liberação prolongada cuja formulação promove a liberação lenta e prolongada no trato gastrointestinal. Se esse medicamento for triturado, ocorrerá liberação imediata e rápida do fármaco, o que poderá resultar em efeito tóxico com danos potencialmente graves ao paciente. Um exemplo desse tipo de medicação é

  • A a cápsula de dipirona.
  • B o comprimido de digitálico.
  • C a cápsula de antibiótico.
  • D o comprimido de nifedipino.

Entre as medidas para evitar erros relacionados à administração de medicamentos o profissional de enfermagem deve ter conhecimentos relacionados à medicação e suas especificidades. Entre esses cuidados deve-se associar o conhecimento das características dos medicamentos que estão sendo preparados com as condições do paciente. Considerando o conhecimento das características do medicamento e as condições do paciente, o técnico em enfermagem deve observar o cuidado de

  • A conferir os dados da pulseira de identificação do paciente e a prescrição, e perguntar ao paciente em qualquer circunstância, seu nome e data de nascimento.
  • B verificar a frequência cardíaca do paciente (sinal vital) antes de administrar um digitálico, mesmo que por via oral.
  • C certificar-se sobre a possibilidade de uso de genéricos, estado de consciência ou jejum e outros impedimentos do paciente.
  • D preparar medicações de via oral, preferencialmente, utilizando seringas ou dosadores que não se adaptam a conexões endovenosas.

A equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência foi acionada para atender um jovem de 38 anos de idade com suspeita de overdose por opióide. Diante da confirmação do diagnóstico e da prescrição médica que seguiu os Destaques da American Heart Association 2015 (AHA, 2015),o técnico de enfermagem preparou para esse paciente o medicamento

  • A codeína.
  • B fentanil
  • C morfina.
  • D naloxona.

Uma prescrição muito comum, atualmente, é amoxicilina com clavulanato, que é uma medicação

  • A para a qual a ingestão de álcool, seja durante ou dias após o tratamento, está liberada devido à associação.
  • B a ser usada com cautela em pacientes sob tratamento com anticoagulantes orais.
  • C com efeito de maior reabsorção de estrógenos e aumento da eficácia de anticoncepcionais orais.
  • D que deve ser tomada com leite porque o cálcio aumenta o efeito antibiótico.
  • E cuja velocidade de absorção e tempo de ação independem da ingestão concomitante de sucos de frutas.

A via selecionada para a administração de um agente analgésico depende da condição de cada paciente e do efeito desejado do medicamento. Com relação a via para administração do analgésico, considera-se que:

  • A A via parenteral do medicamento analgésico produz efeitos mais rápidos que a administração oral e esses efeitos apresentam duração mais prolongada.
  • B A via subcutânea é uma maneira efetiva e conveniente para tratar a dor. Além disso, a dose de opioide que pode ser administrada por vez no tecido subcutâneo é ilimitada.
  • C O início da ação dos opioides administrados via retal é preciso, mas a ação mostra-se rápida quando comparada com outras vias de administração.
  • D A infusão de opioides ou de agentes anestésicos locais no espaço epidural tem sido empregada para o controle efetivo da dor em pacientes pós-operatórios e naqueles com dor crônica não aliviada por outros métodos.
  • E A infusão de opioides e agentes anestésicos locais através de um cateter epidural resulta em alívio da dor com mais efeitos colaterais, inclusive sedação, em comparação com a analgesia sistêmica.