Questões de Estrutura Organizacional (Administração Pública)

Limpar Busca

As políticas públicas podem ser classificadas em vários tipos. O Código Nacional de Trânsito é um tipo de política

  • A redistributiva.
  • B distributiva.
  • C regulatória.
  • D constitutiva.

Em relação à classificação das atividades quanto aos fins, entende-se que, em uma instituição federal de ensino superior, aquelas que têm o título de atividades auxiliares, como as relacionadas a pessoal, orçamento, administração financeira, contabilidade, auditoria e serviços gerais são

  • A atividades-fim.
  • B atividades-meio.
  • C atividades gerenciais.
  • D atividades operacionais.

No que concerne aos níveis fundamentais da cultura organizacional, ordinariamente apontados pela doutrina, tem-se que os valores representam

  • A os aspectos mais visíveis da cultura, sendo também denominados artefatos observáveis.
  • B a camada intermediária da cultura, nem sempre sendo possível visualizá-los com facilidade.
  • C os pressupostos básicos da cultura, situados em seu nível mais profundo.
  • D os aspectos exógenos da cultura, apenas vislumbrados por agentes externos.
  • E a forma de consolidação da cultura, também denominados ritos de confirmação.

As pressões do ambiente podem levar os gestores das organizações a adotarem modelos semelhantes na busca de melhores resultados, mesmo sem ter indícios de que essas alterações aumentam a eficácia organizacional. Nesse sentido, tem-se o fenômeno da homogeneização das formas organizacionais, dentro de cada campo, também denominado isomorfismo institucional.
Considerando, por exemplo, que o Governo institua uma regulação sobre antidiscriminação, no âmbito dos órgãos públicos, o mecanismo exercido seria do tipo:

  • A Isomorfismo normativo.
  • B Isomorfismo coercitivo.
  • C Isomorfismo sistêmico.
  • D Isomorfismo mimético.

Em República, de Platão, tem-se a alegoria da caverna, por meio da qual Sócrates explora as relações entre aparência, realidade e conhecimento.
A alegoria diz sobre uma caverna subterrânea que é tomada por indivíduos que visualizam sombras de pessoas e objetos. Esses indivíduos tomam as sombras por realidades, atribuindo-lhes nomes e conversando com elas. Demonstra-se um universo sombrio que constitui a verdade e a realidade, por meio de indivíduos que não possuem conhecimento de nenhum outro e acabam aprisionados ao senso comum. A caverna representa o mundo das aparências, enquanto a viagem ao exterior a conquista do conhecimento.
O exame das organizações pode contar com a noção de processos conscientes e inconscientes dos indivíduos, oferecendo importantes descobertas sobre a psicodinâmica e os aspectos ideológicos presentes em um panorama social.
Os trechos acima apontam para a compreensão das organizações a partir de uma metáfora em que são vistas como:

  • A instrumentos de dominação.
  • B fluxo e transformação.
  • C sistemas políticos.
  • D prisões psíquicas.